• henriquefranke

Fim da Espera, Chegou a hora de encarar o Everest

por Jaqueline Crestani



Com o Everest ao fundo, no início da expedição

Depois de 10 dias de espera no campo base, finalmente a boa notícia! Apesar dos fortes ventos nos Himalaias, os sherpas conseguiram subir até o acampamento 4 para fixar as cordas e levar os suprimentos que ainda faltavam. Além disso, a previsão da janela de bom tempo para os próximos dias se confirmou. Isso quer dizer que chegou a hora de encarar o objetivo final dessa expedição: os 8.848 metros do Monte Everest.

A escalada até o cume depende de uma previsão do tempo favorável e de toda uma logística – que envolve fixação de cordas e colocação de escadas, transporte de combustível para geração de água potável e oxigênio. Quem faz essas tarefas são os sherpas que irão acompanhar o grupo. Nos últimos dias, os ventos fortes (que chegaram a 110 km/hora) atrasaram um pouco o trabalho. Mas, agora está tudo pronto para a superação da grande etapa dessa aventura.

A saída para o ciclo de cume está prevista para a madrugada de terça-feira, dia 15 de maio. A diferença de fuso do Nepal em relação ao horário de Brasília é de 8h45min. Portanto, aqui no Brasil estaremos no final da segunda-feira, 14, quando o grupo de montanhistas partirá para o último e maior desafio dessa aventura.


Esse é o time: Carlos, Paul, Anup, Summit (atrás), Sarki, Joel (atrás), Fura, eu, Ayesha, Lis (atrás), Ang Dorje, Renato (atrás), Pembarita e Tenji

O Sarki é o sherpa líder do ciclo. Ele gostou do mate!

Como vai ser o ciclo de cume


“No ciclo de cume, subimos do campo base até o acampamento 2, depois deste para o 3 e no dia seguinte para o 4. Deste último partiremos para o ataque ao cume”, explicou o Henrique. Por enquanto, a previsão é que isso aconteça no dia 19, sábado. Se tudo correr bem, são cinco dias desde a partida do base até o topo. Depois o grupo desce de volta, em dois dias.

O ataque ao cume começa na noite do 4º dia do ciclo. O grupo deve partir por volta das 22h do acampamento 4 para chegar ao topo entre às 9h e às 12h do 5º dia. O cronograma completo é o seguinte:

Dia 1: campo base + campo 2 Dia 2: campo 2 descanso Dia 3: campo 2 + campo 3 Dia 4: campo 3 + campo 4 Dia 5: dia de cume (inicia pelas 22h do dia anterior e retorna ao campo 4 pelas 18h) Dia 6: campo 4 + campo 2 Dia 7: campo 2 + campo base

A partir da noite no acampamento 3, os montanhistas começam a utilizar as máscaras de oxigênio. Não há comprovação de que o organismo se adapte a uma altitude maior do que 7.200 metros. Por isso, estima-se que cada um utilize seis garrafas durante todo o ciclo de cume. A recomendação é de que as máscaras sejam tiradas apenas para comer, beber e conversar.

Como já estão aclimatados a altitudes extremas, os escaladores podem ficar alguns minutos sem o oxigênio. Mas, além de começar a sentir os efeitos, deixar a máscara fora da boca por muito tempo tem outro problema: ela congela. Só por curiosidade, a temperatura lá no alto pode chegar a -50° C.


No dia que receberam instruções e testaram as summit masks


Na torcida


Perguntei para o Henrique como ele se sente em relação à "torcida" de tantas pessoas que têm se manifestado. Ele disse que está muito feliz e emocionado com todo o apoio que vem recebendo através das redes sociais do Versus Eu Mesmo. Ele também contou que as mensagens de motivação ajudaram a superar a ansiedade da espera nesses últimos dias. "Isso faz diferença, sim! De certa forma, recebemos essa energia positiva e ela nos ajuda a ter forças".

Bom, Henrique, tenho certeza que, se depender de nós – e de ti – , forças não vão faltar!

Para continuar mandando muita energia positiva, acompanhem todos os detalhes do ciclo de cume através das redes sociais do projeto Versus Eu Mesmo clicando aqui Facebook e Instagram.


A expedição conta com o apoio do Sicredi, do CIEE-RS, da Botolli, da Arqsoft, da MG Serigrafia e da Cactus Ambiental. 

* Enquanto o Henrique estiver na montanha – e com acesso restrito à internet –, quem vai manter o blog atualizado e dar notícias por aqui serei eu! Para quem não me conhece, sou amiga de longa data do “dono” do blog e estou participando do projeto como jornalista (e fã, é claro!).

0 visualização
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
contatos

Henrique Scalco Franke 

+55 55 981374049 

henriquefranke@versuseumesmo.com