• Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
contatos

Henrique Scalco Franke 

+55 55 981374049 

henriquefranke@versuseumesmo.com

  • henriquefranke

Trekking Cordón del Plata

Ano Novo, Atividade Nova: guiando novas experiências no Cordón del Plata


Mais um janeiro, mais um período de expedições à Argentina!!! Mas dessa vez com gostinho diferente: não estava indo lá satisfazer a minha sede por novas experiências e superações (apesar de ter sido tudo isso pra mim também), mas estava indo ajudar outras pessoas à terem sua primeira experiência com montanha!!


Quem me conhece sabe que sempre fui um pouco resistente a ser guia! Mas um pouquinho antes de embarcar para o Nepal, para a expedição Manaslu 2019, fui desafiado por uma, antes seguidora, agora cliente, e amiga, a montar um roteiro para ela experimentar o ambiente de montanhas de altitude. Só ela sabe o quanto tentei sugerir roteiros de parceiros meus para ela, mas não teve jeito. Só coloquei uma condição: como seria uma primeira experiência para ambos, seria um roteiro de trekking, sem acampamento, que pernoitaríamos nos refúgios da região. Ela não só topou, como ainda conseguiu mais um casal de amigos para participar juntos, e o roteiro saiu do papel. Obrigado Marina, tô em dívida contigo por esse desafio!!


Enfim, lá vamos nós!


Depois de todos preparativos ao longo dos meses de novembro e dezembro (sim, uma expedição começa muito antes de partirmos em viagem), reservando hotéis, refúgios, montando lista de equipamento, comidas, etc, finalmente chegou a hora de partir para a Argentina. Para otimizar ao máximo o tempo disponível de cada um dos nossos "expedicionários", aproveitando cada tempo livre dos feriados de ano novo, a noite de Natal foi abstêmia, e de dormir cedo, pois no dia 25 de dezembro, às 8h, já estava na estrada rumo à Mendoza/AR.

Faço aqui um parênteses: ir de carro me permite maior flexibilidade na definição de datas, e facilita o deslocamento do grupo durante o roteiro. Mas mais do que isso, ir de carro me permite valorizar ainda mais aquelas pessoas e empresas que acreditam no projeto CATORZE 8000+, e que têm sua marcada estampada em todos lugares que vou:

- SICREDI União RS - CIEE/RS

- BOTOLLI Veículos - FENASOJA

- CAMERA - CAMIDAURACT

- BPRO Treinamento Funcional

- DECATHLON Nilo Peçanha


A viagem começou fazendo a travessia da balsa em Porto Mauá/RS, e ingressando na Argentina. Escolhi esta rota em virtude da condição das estradas argentinas serem muito melhores que as brasileiras, e assim a viagem rende muito mais. Nesse dia andei aproximadamente 1.000km, até a cidade de Santa Fé, na província de mesmo nome, onde passei a noite!

No dia seguinte saí cedo, aproximadamente às 7h da manhã, e rodei distância praticamente igual até Mendoza, onde cheguei às 18h e encontrei a Marina, que havia chego perto do meio dia, de avião. Mais tarde chegaram o Caio e a Jéssica, que haviam saído de Pelotas/RS no dia anterior e feito o trajeto também de carros. Tinha passado pelo primeiro "teste": as reservas de hotel tinham dado tudo certo, e todos estavam confortavelmente acomodados.


Check de Equipamentos e Passeio por Mendoza


O dia 27, depois de tomarmos café da manhã todos juntos, estava reservado para conferir os equipamentos do pessoal e visitarmos as lojas especializadas para que comprassem ou alugassem o que faltava. E assim fizemos, mas como vieram todos bem equipados, eram poucas coisas que faltavam, e até o almoço já estávamos todos prontos.

Depois de almoçar nos dividimos. Eu ainda precisava comprar os suprimentos que faltavam para os dias que ficaríamos nos refúgios, então sugeri alguns pontos turísticos para que conhecessem um pouco da cidade (sem abusar do vinho, pois no dia seguinte seguiríamos para maiores altitudes).


Tudo pronto, jantamos juntos, cada um organizou suas malas, e no dia seguinte seguimos caminho! Mas isso, conto no próximo post, fica ligado!!

1 visualização