• henriquefranke

Teresópolis e Salinas: Dias 5 e 6

  Depois dos dias no PARNASO, o dia seguinte cobrou o preço, e estávamos mortos, com o corpo todo dolorido. O plano era, de novo, acordar cedo, fazer uma caminhada com pouco peso, escalar algo simples, mas nem isso animamos, rsrsrsrs.

    Mas no outro dia já retomamos o ritmo, acordamos cedo, não tanto quanto queríamos, mas cedo, e resolvemos encarar uma via no capacete, uma rocha ao lado do pico maior de salinas, com vias um pouco mais curtas, entre 400 e 500 metros. Como foi a aventura de fato, conto no relato do diário: "Ontem o dia foi de descanso. Acordamos tarde, todos com o corpo bastante cansado e decidimos tirar o dia pra relaxar. Apenas fizemos alongamento no final do dia.


Capacete, onde fica a via CERJ, a rota do dia

  Hoje acordamos as 6:30h, um pouco mais tarde que o previsto, mas mantivemos o plano inicial: escalar a via CERJ, no capacete. Aproximação tranquila, a via nos tomou cerca 7h. Começamos a escalar as 11h e terminamos às 18h, tudo isso sem contar a aproximação e o rapel.


Beto na guiada

Vista recompensadora!!

A CERJ é uma via tradicional, de 450 metros, que faz cume no capacete, ao lado do Pico Maior. Alguns lances bem expostos, proteções muito antigas, mas tudo recompensado com belas paisagens.


Cyn dando segue pro Beto, quem sabe no único platô confortável

Estudando a próxima enfiada!

Mas como não podia deixar de ser, acabamos o dia exaustos. Postergamos para sábado a escalada do Pico Maior, amanhã faremos algo mais tranquilo e não tão desgastante.


Iniciando o rapel pra descer do Capacete

São 11h, indo dormir!" Salinas, Nova Friburgo/RJ, 08 de setembro de 2016.

0 visualização
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
contatos

Henrique Scalco Franke 

+55 55 981374049 

henriquefranke@versuseumesmo.com