Huayna Potosí+Sajama: Dia 7

    O 7º dia de viagem foi o início da expedição ao Sajama. Depois de dormir no lodge, no povoado, saímos pelas 9h em direção ao acampamento base desta montanha. Foi uma caminhada tranquila, com pouco desnível e com uma paisagem exuberante. Olhando para frente tínhamos a imponência do Sajama, e para trás a pradaria do parque, com outros dois vulcões ao fundo, o Parinacota e o Pomerape, estes dois já fazendo a fronteira da Bolívia com o Chile, sensacional!


Povoado Sajama de manhã, antes de sairmos!

Trekking ao campo base, com o objetivo ao fundo

    Depois de caminhar quase todo o dia com bom tempo, chegamos ao acampamento aos pés do vulcão, e o tempo fechou, começou a ventar bastante, o que nos deixou um pouco preocupados! Como o clima é muito seco e a vegetação é escassa, e o pouco que existe consiste em gramíneas, a única possibilidade para se proteger do vento e da areia que este jogava era estar nas barracas, e por isso descansei um pouco antes do jantar.


Ponto de partida do trekking, com Parinacota ao fundo

Foram 3h de caminhada até o campo base

    Perto do anoitecer o céu abriu novamente, e, com a lua cheia, tivemos uma noite muito bonita, e a certeza que o tempo estaria do nosso lado em mais esta expedição.

"Aqui faz muito mais frio que na Cordilheira Real.    Acordamos às 7h, como de costume, tomamos café e seguimos caminho até o acampamento base. Foram mais ou menos 3h de caminhada. O Sajama se impõe. O dia estava claro, caminhamos com muito sol.


Parada pra descanso, uma foto melhor que a outra

Após chegar montamos acampamento e descansei um pouco na barraca, era o único lugar para fugir do sol. Quando acordei o céu havia fechado, e parecia que nevava na montanha. Mais tarde o tempo abriu novamente, e se manteve assim.


Campo Base Sajama, aproximadamente 4.700 msnm

A tarde foi assim, descanso na barraca

Jantamos pela